quarta-feira, 2 de junho de 2010

Uma explicação....será que correta ?


Hoje ouvimos (eu e a Mari) do fisioterapeuta que o que aconteceu com o Tomás (a tal da lesão ...difusa) pode ser descrito...de maneira simples... assim:
"....o nosso cérebro está cheio de neuronios...todos estavam organizados como se fosse um enorme castelo de cartas (cada carta um neuronio), muitas e muitas cartas.....com o acidente todas as cartas foram parar na mesa e agora o Tomás tem que remontar todo o castelo respeitando a ordem, local e posição de cada carta....um trabalho longo, delicado, preciso e lento....muito lento....mas que tem tudo para ser realizado".
Se é exatamente isto ou não.... não tenho certeza, mas achei bem interessante.

4 comentários:

  1. ontem, sem querer, conheci um garoto de 25 anos, que teve um acidente de skate, ficou 30 dias em coma (pelo que entendi, algo parecido com o Tomás), passou por todas as etapas e hoje, 2 anos depois é um menino lindo, alegre, cheio de energia (cursando a GV)...ele me disse que o acidente foi um marco divisor e que hoje é uma pessoa mais plena, feliz, etc...fiquei tão contente que até dei um beijo nele Que nem sei o nome)...caroline harari

    ResponderExcluir
  2. Queridos
    Fiquei sabendo agora pela Telma e farei umas orações forte pro Tomás, do centro de cura João de Deus, aqui perto de Brasília.
    Em 1997 passei por acidente de carro, quebrei o pescoço e me recuperei totalmente, graças ao amor e música dos amigos. Nós e ele precisamos desse tempo de reordenação.
    Ele vai ficar ótimo, acreditem.
    Campa

    ResponderExcluir
  3. ainda bem que ele é bom em cartas!

    ResponderExcluir
  4. É isso mesmo: reorganização e recuperação de sinapses. Cuidei de um familiar de 18 anos com quadro pós acidente bem parecido e o desenvovimento acontece em velocidade exponencial. (Depois de um período em casa e com terapia para a ceitação do acidente ele voltou a estudar, se formou, trabalha, dirige e tudo mais.) Importante nesse momento a conversa calma relacionando pessoas e fatos em circulos crescentes para ajudar a recuperação da memória. Vão acontecer falhas e lapsos, mas não se impressionem. Depois com fotos e ajuda a memoria volta.Importante que as pessoas falem seus nomes e se apresentem todas as vezes, mesmo que sejam do circulo familiar próximo (pai, mãe, irmãos) pois há uma confusão natural. Estou torcendo. Chris (Campinas)
    PS: Esses médicos são bárbaros: dão a maior força!

    ResponderExcluir