domingo, 18 de julho de 2010

DOIS MESES - 9 SEMANAS

Ontem dia 17 fez dois meses do acidente do Tomás. Amanha completa 9 semanas.

Para quem tem como referência o Tomás do dia 17/05 pela manhã ele ainda está muito mal e longe de ser a mesma pessoa. O caminho é longo, indefinido e só se passaram 9 tempos.....mas....

Para quem tem como referência o Tomás do dia 17/05 a noite, muita coisa aconteceu. O que já aconteceu, as melhoras, as evoluções, os avanços podem ser vistos e imaginados por quem não está por perto como coisas muito maiores e mais completas do que realmente são.

Nós aprendemos a dar valor a pequenas novidades, pois somente após essa convivência temos noção do que significa cada "passo".

Me lembro do dia em que o Dr Marcos falou que teríamos no mínimo 15 dias de UTI e mais dois meses de hospital...achei uma eternidade...hoje vejo que isto não é nada, pelo contrário, acho que quanto mais ele ficar no hospital melhor será, pois o atendimento e tratamento que ele tem jamais teria em casa. Acredito que a reabilitação no hospital é muito mais veloz.

Quando o Dr Marcos falou que "ele teria que reaprender a comer" fiquei chocado, afinal isso é algo tão básico nos nossos instintos....hoje ele já está, somente com a fono, comendo dois pratos de purê de batata e até mastigou alguns pedaços de mamão.

Me lembro quando foi decidido fazer a traqueostomia, ainda teve uma suspensão temporária....mas depois foi realizada, imaginei que era algo rápido, meio provisório....mas não, era algo fundamental para o conforto dele...agora já estão pensando em mudar o tipo de
traqueostomia para poder avaliar como ele se comporta/respira sem a ajuda da traqueo...mais um passinho.

Lembro quando tentaram coloca-lo de pé na prancha, chegando até os 60 ou 70 graus...ficamos observando e achando incrível, hoje já calçam os tênis nele e muito bem amparado caminha alguns passos.

O Dr Marcos muitas vezes nos alertou.... "vocês vão passar por uma fase de muito agonia, pois as evoluções são muito lentas"... o que percebo é que o importante é saber dar valor as pequenas mudanças, pois não é agonizante ver evoluções lentamente, seria sim não as ver acontecer.

Hoje vou visitar o Tomás após 7 dias sem vê-lo, sei que a minha expectativa estará acima do que verei...mas isso é fundamental, pois é sinal de que as projeções que faço são sempre acima, afinal.....quero mais, quero tudo, quero o Zezinho como ele era....e cada vez tenho menos pressa, pois já aprendi a ver a evolução em sua velocidade real e possível.

A escada é muito alta, faltam muitos degraus, os patamares são até que pequenos...mas não paramos de subi-la um dia que seja.

4 comentários:

  1. ...e nós estaremos sempre por perto, esperando ele voltar, sem pressa.

    ResponderExcluir
  2. É impressionate mesmo como cada detalhe tem o poder de deixar a gente radiante. Vamo, Tum!

    ResponderExcluir
  3. o máááááximo!


    e o blog tá de cara nova, querido tio?
    que elegante!
    podia investir essa elegância toda... em você mesmo; o que acha!?!?

    hahaha
    briiiiiincadeiiira!

    ELEGANTÉRRIMOS
    (o blog... e você também,né?)



    beiiiiiiijos!

    ResponderExcluir
  4. R querido!
    Tenho pensado muito no tempo...o tempo de espera...o antes e o depois...o presente como um instante incomensurável pois pode ter uma duração infinita, dependendo da qualidade da experiência que você está vivendo, e ser fugaz, quando superficializamos as vivências...
    A relatividade desse tempo me tem feito refletir muito...
    Sonhei com você outro dia...no meu sonho você andava, sorria e conversava...estava saindo de uma clínica com seu pai e suas irmãs... te abracei muito... acordei com o coração calmo e com um respeito a esse tempo de espera... que é diferente pra cada um, mas, com certeza, é intenso e profundo para você.
    Saudades!!!!
    Beijos com carinho!!!

    ResponderExcluir