quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Centro de Reabilitação

Hoje, após 101 dias, um pouco mais de 14 tempos o Tomás teve sua primeira atividade no Centro de Reabilitação.

Aguardávamos por este inicio a muitos dias, pois sabemos que o trabalho desenvolvido pelos profissionais desta área é da melhor qualidade e que gerará bons resultados ao Tomás.

Notamos, sentimos ou achamos, que ficar dentro de um quarto 24 hs por dia, com dificuldades de comunicação, dificuldades motoras, estava deixando o Tomás cada dia "mais irritado". Os passeios de cadeira de rodas pelo hospital demonstraram que ele está suficientemente
compenetrado para usar "este meio de transporte"....receio dos terapeutas que o atenderiam e encaminharia ao Centro de Reabilitacao.

Um novo mundo, uma nova rotina, uma nova experiência se inicia nesta nova vida do Tomás.

Acredito que é mais um passo, mais uns degraus, mais umas cartas no castelo....o mais importante é que a evolução continua.

E como sempre, quando me vejo um pouco desanimado e triste com a evolução...surge uma novidade, evolução, gostosa e esperançosa. Um aprendizado de paciência, torcida, calma, tempo, vivência e conhecimento.

Ontem 100 dias do acidente, sofrido quando ele tinha 20 anos 6 meses e 6 dias ia postar uma análise de como as pessoas lêem o que querem e nem sempre o que está escrito....percebo pelos comentários...."ele esta comendo" "esta andando" "esta falando"....tudo isso é verdade,
mas dentro de condições e com características muito próprias para nós que vivenciamos o dia a dia e que....principalmente, temos como ponto de partida o dia 17/05/2010.

Talvez fosse me alongar muito nestes pensamentos (de qualidade e validade questionável) desta forma deixo o registro do principal...ler o que está escrito e não ler o que temos de imagem da palavra escrita.

Ontem também, aniversario da madrinha querida do Tomás....Monica.... meio carioca mas com coração ainda paulista.

Hoje, somente como registro, senti o Tomás triste...talvez somente um sentimento meu...mas fica aqui registrado....em compensação presenciei ele se colocando de pé (não permanecendo) praticamente sem a ajuda de ninguém...vivendo e aprendento

5 comentários:

  1. Torcer pelo Tomás tem me feito acompanhar as emoções dessa família e, claro, me emocionar junto com vocês. Susto, tristeza, esperança, angústia, alegrias, desânimo, força, fé e sobretudo amor e carinho! Não conheço vocês, mas adoro a Pituca e o Tomás! Ao ler esse último texto, a minha vontade é dar um abraço forte, bem apertado, cheio de carinho. Pro Tomás e pro Marcos em nome da família.

    ResponderExcluir
  2. monica leopoldo e silva27 de agosto de 2010 10:13

    Nao tem como nao gostar do Tomás, ele é muito querido.
    Eu e minha família estamos acompanhando de perto a sua luta e suas conquistas e mesmo assim me emociono ao ler os textos e depoimentos deste blog.
    um beijo a todos e um espacial para a Monica R.

    Monica

    ResponderExcluir
  3. Acompanho o Blog e torco muito pelo Tomas, mas fiquei na duvida, onde vcs dizem que ele anda de cadeira de rodas de forma segura e tranquila, mas tem que estar AMARRADO? Se E tranquilo, pq tem que amarrar? Bjs, Nina

    ResponderExcluir
  4. O Tomás ainda tem uma dificuldade em manter o tronco equilibrado - frente/atras - aliado ao fato de uma cadeira de rodas não ter um assento anatômico, temos receio que ele caia para frente. Por este motivo colocamos dois "cintos de segurança" para os passeios de cadeira de rodas. Marcos Reinach

    ResponderExcluir
  5. O Tomás ainda tem uma dificuldade em manter o tronco equilibrado - frente/atras - aliado ao fato de uma cadeira de rodas não ter um assento anatômico, temos receio que ele caia para frente. Por este motivo colocamos dois "cintos de segurança" para os passeios de cadeira de rodas. Marcos Reinach

    ResponderExcluir