segunda-feira, 20 de setembro de 2010

ATENÇÃO - PALAVRA DE IRMÃ É LEI !!

TEXTO DA MARIANA HOMEM DE MELLO REINACH - IRMÃ DO TOMÁS

Gente,

Sexta passada fiz plantão no hospital, e conversei com a Dra. Sônia, fisiatra.
Ela me disse que agora que o Tum tá mais consciente do quadro em que
ele tá, e das suas limitações, tende a ficar mais irritado/inibido com
a exposição à tanta gente que vai lá ver ele....Então ela disse que:

1) Ficar olhando pra ele o tempo todo, mesmo que só observando, é
ruim. E mesmo que seja pra animá-lo....Ele não tá afim de ser o centro
das atenções, isso acho que todo mundo já percebeu. Então quem for lá,
deve sentir a situação, pra falar com ele sim, mas também deixá-lo a
vontade, às vezes até fingindo que não está ali, sabe? Ele gosta de
observar a gente, mas não gosta tanto da interação de vez em quando. A
clássica fechada de olho dele quando vamos tentar falar alguma coisa,
na minha visão, se deve a isso...do tipo "tô dormindo, não fala
comigo". Nessa hora, não devemos insistir do tipo "vc tá fingindo que
eu seeei", mas respeitar a vontade dele de não interagir mesmo.

2) Muita gente na sala, ainda atrapalha...quando for visita lá,
continuar saindo alguns, pra ele não se sentir invadido.
(principalmente em dias que ele não tá tão afim de interagir, pq daí é
inevitável, a visita acaba papeando mais com o plantonista, no quarto
do Tum, do que com o próprio Tum, por exemplo...)

3) Principalmente, na hora das terapias, ela disse que muita gente em
volta, mesmo que incentivando, falando "boa Tum!" e etc, acaba
atrapalhando porque ele se sente pressionado a acertar tudo,
inibido...o que resulta na falta de cooperação em alguns casos. Ela
disse que não é proibido ficar na sala, às vezes o apoio dos outros é
mesmo legal...mas isso terá que ir do nosso bom senso, de perceber
quando estamos atrapalhando ou não. Podemos sair um tempo, depois
voltar no meio da terapia....pra deixá-lo mais à vontade com os
exercícios DELE. Quanto à Fono, a Dra. Sônia disse que é diferente
mesmo...Pq ela usa fotos e etc, e é bom alguém estar lá pra ajudá-la a
identificar o que o Tomás tá querendo dizer. Mas disse que é melhor
conversar com a Ana Flávia (fono) sobre isso, antes da sessão dela. É
chato, pq adoramos acompanhar justamente esses momentos de exercícios,
pq é uma delícia ver os progressos...mas temos que pensar no bem dele
e ajudar a fazer com que a terapia renda mais.

4) Só pra lembrar, meu pai já falou isso com muita gente, mas acho que
tem gente que ainda não sabe.....não se pode falar NADA do Tomás com
outra pessoa, na frente dele! Estamos habituados à isso, pq antes ele
não percebia nada....mas agora está ligado em tudo que a gente fala.
Então também é chato ouvir pessoas comentando de vc sem que vc
participe. Até comentários simples, do tipo "acho que ele tá triste
hoje" devem ser comentadas fora do quarto, no corredor. Se for pra
comentar algo assim dentro do quarto, que seja com a participação
dele: "Tum, vc tá triste hoje?". Pronto.

Acho que é muito chato mesmo ficar com gente em volta toda hora,
reparando...ele não tem nenhum momento só pra ele, e o que fizermos
pra amenizar isto, já será muito bom! Mas também não é pra parar de
conversar com ele e tentar animá-lo com filme, música, e etc hein!!
Ele as vezes ignora quando perguntamos se ele quer algo, mas quando
experimentamos fazer a coisa, ele se anima (ou não). De novo, vai
muito do nosso bom senso. Tão difícil dosar essas coisas...mas só tô
escrevendo pra tentar dar uma norteada, de acordo com o que a Dra.
Sônia me disse vez passada. Achei que era bom repassar o que ela
falou.

Um beijo!

Mari.

3 comentários:

  1. Mari,
    é isso mesmo, temos que respeitar a individualidade dele, o momento dele.
    ele já esta com a vida muito invadida por estar a onde está. nós quando queremos ficar sozinhos vamos para casa.
    vamos respeita-lo.
    muito bem avisado.
    bjs a todos

    ResponderExcluir
  2. Sou blogueiro e moro na cidade de Miracema/RJ. Hoje alguém comentou no meu blog e eu acabei entrando no perfil dele e cheguei a este blog. Muito interessante a idéia e original.
    Ele demonstra fé da família na recuperação do Tomás, de quem acabei ficando íntimo, por ter lido grande parte das postagens.
    Parabéns aos pais, amigos e demais familiares. Continuem firmes. Tenho certeza que o blog servirá para o Tomás ter noção exata do quanto é amado e de tudo que lhe aconteceu durante o tratamento.
    Deus está ao lado de vocês e a recuperação dele será total, tenham certeza.
    abçs
    José Souto Tostes
    Meu blog é www.miracemarj.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. brigada por postar Marcos!

    ResponderExcluir