terça-feira, 17 de maio de 2011

UM ANO DEPOIS....50 semanas....

Há exato um ano eu estava no meu escritório, próximo da hora do almoço, quando recebi uma ligação que iria mudar muito a vida de muitas pessoas, o Tomás tinha caído de bicicleta - me informou a Di - algo tão corriqueiro que a única preocupação foi acompanhar, pois o Henrique estava viajando.

A historia todos nós já sabemos e estamos acompanhando, no inicio com noticias a todo o momento e com o passar dos meses noticias mais raras, menos novidades, evoluções mais lentas.
Se naquele dia 18/05 o Dr. Marcos nos falasse que depois de um ano estaríamos na situação que estamos hoje, o desânimo seria total, uma falta de forças iria cair sobre todos...mas como profundo conhecedor do assunto o Dr. Marcos nos disse: “Vamos viver um dia após o outro, um fato após o outro” e dessa maneira chegamos até aqui.

O Henrique quando ouve do Tomás queixas e reclamações das suas dificuldades para fazer muitas coisas, diz uma frase muito sábia: “Nós temos que comparar a sua situação com o momento logo depois do acidente e não com o momento exatamente antes.” Sim, após o acidente inciou-se uma nova contagem de vida para o Tomás. Por ter saído com vida de um acidente que poderia facilmente ter morrido e também por já ter superado possíveis condições e conseqüências que poderiam ter tornado a vida dele em uma “semi-vida” (se é que podemos dizer dessa forma).

Muitas vezes conversando com alguém da família que acompanhou tudo de perto, bem pertinho, começamos a lembrar como já passamos por momentos tão difíceis que até nos ajuda a conviver com “pequenas” dificuldades de hoje.

Por estes motivos resolvi relembrar e aqui alguns momentos deste ano e fazer comentarios com a visão de hoje, não para amenizar os problemas, mas para nos manter animados com o “andamento do processo”.

- 19/05 era para o quadro estar piorando, mas está estvel....em alguns dias tuda melhora passará a ser por conta do organismo do Tomás, mas agora ainda está totalmente sedado.

- 20/05 pressão intracraniana em níveis ótimos, já está sem colchão térmico para controlar a temperatura, o Dr Marcos comenta – ele terá que reaprender tudo, reaprender a comer, falar....(que coisa louca, achei que ia abrir os olhos, começar a falar....comer então, achei que fosse um instinto natural do ser humano...mas lembrando bem, a Laura começou a comer na forma de papinha e tinha a maior dificuldade para engolir....realmente comer não é nada instintivo).

- 23/05 um movimento involuntário do braço....isso já era o Maximo da alegria...no dia seguinte foi tirado os medidores de pressão dentro do cérebro....é feito uma traqueostomia que ficará por meses... Eu estava na UTI quando o Dr Marcos chegou e comentou que iria tirar os sensores...já estava saindo quando ele falou - "Pode ficar, é rapidinho, é só tirar um fio de fribra ótica que colocamos perfurando o cérebro...." - cada um com seus costumes diarios EU sai correndo da UTI....

- 25/05 sinais de que vai sair do coma...já estava em como há 8 dias...dia 27, dez dias depois olhos abertos (visto por poucos)...mas sem ver nada...dia 31 sai da UTI...foram 15 dias de UTI...e o Tomás ainda está “desligado” do mundo. O pensamento em mim era tipo de novela... ele vai acordar, perguntar o que aconteceu, que dia estavamos, e aos poucos ir relembrando de tudo...isso não existiu....a saida do coma foi lento, muito lento, com sinais pequenos....mas isso já era sair do coma...já estava "por conta propria".

CUIDADORAS - que pessoas especiais, não canso de repetir, no inicio nem queriam trabalhar neste local pois era longe da casa delas....somente toparam pois eu pedi para não me deixarem na mão... ao menos enquanto não consigo outra pessoa...e assim ficaram por meses ! Trabalharam com o coração, atentas a cada mudança, um pouco mais de gordura nas costas, um arranhão no tornozelo, um olhar diferente...uma percepção que ninguem tinha. Essas "meninas" foram muito especiais !! Obrigado meninas !!

- 07/06 provocar o primeiro movimento do corpo....tentam colocar o Tomás de pé amarrado em uma prancha....mas param quando chega a 60 graus...um nada...mas nós achávamos o máximo...ele estava há quase um mês na horizontal.

- 10/06 sai da semi UTI e vai para o quarto....nem um mês tinha passado e tanto movimento, assuntos, conhecimentos, novidades, espectativas na vida de todos nós..nunca achamos que seria algo tão intenso...ninguém imagina, como nunca imaginamos quando alguém nos comentava de um acidente parecido...para quem está de fora, as noticias vem de mês em mês e tudo parece que andou tão rápido...mas para quem está ao lado...

- 12/06 – sentado por 1,5 hora – já era um sucesso ! Comemorar que alguém ficou sentado por 1,5 horas...sabe o que é isso ? Não é ficar sentado, é ficar por 1,5 horas depois não aguenta e volta para a cama...

- 13/06 – banho sentado – paciência de enfermeiro – duas horas de duração, somente uma equipe do Eistein para ter tamanha paciência. E isso se repetia todos os dias....uma operação de guerra todos os dias.

- 21/06 – a Laura visita o Tomás e resume – “só falta aprender a andar e falar” – simples, não ?

- 25/06 – um sinal de movimento na boca, será a tentativa de dar um beijo ?

- 28/06 - o lado direito ainda não se mexe muito, ou pouco a perna mas o braço quase nada...calma tem que aguardar...como é fácil pedir, como é dificil ver o Tomás transpirando de cansaço, pelos movimentos involuntarios que braços e pernas ficam fazendo horas e horas...os movimentos medulares...mas junto com isso vem um olhar mais fixo, já olha para a porta, já olha para um som...algo tão simples... mas tão "novidade"...

- 01/07 - mudou para o quarto que ficou até sair do hospital....em outubro....ficou no mesmo quarto por 3 meses e meio ! No quarto já tem violão, trompete, posters....tudo para ele se sentir em um quarto dele. Esse quarto hoje faz parte da nossa trompete,memoria, cada parede, cada janela...foram muitas e muitas vezes, parando no 3o andar, entrando na porta de vidro, comprimentando os enfermeiros e indo até o penultimo quarto da esquerda. Um dia desse fui visitar um amigo no hospital e quando dei por mim já estava no 3o andar...é como errar de endereço quando mudamos de casa.

- 07/07 – quase dois meses depois foi a primeira vez que o Tomás ficou de Pé ! Dois meses deitado, imagina o que é isto ? Nós ficamos dois dias de gripe deitado e já ficamos totalmente irritados....

- 20/07 – Aniversário do Dr Marcos e da Dra Beatriz....dois profissionais fundamentais na vida do Tomás....e dia 22 foi tirado a traqueo...ele ficou dois meses com um furo no gogó !

- 25/07 – movimentos importantes (para nós naquele momento) – bocejar, coçar os olhos, tosse, espirro, lamber os lábios...muito nada pensando hoje, mas era o que nos animava, afinal vinha de um estado de coma 70 dias antes.

- 27/07 – um sorriso, sinal neurológico importante, todos ligados no sorriso do Tomás. O sorriso sempre fez parte da vida do Tomás, ele sempre foi uma pessoa de bem com a vida, sorridente, brincalhão, uma alegria de viver...por isso ver ele sorrir trouxe tanta alegria para todos. Estavamos vendo algo fazia parte do Tomás de fato.

- 9/08 – tirar sonda gástrica....até aqui ele foi sustentado por comida via sonda, tinha algo prendendo o corpo, limitando movimentos...quase 3 meses com coisas amarradas no corpo...e não em um corpo parado, um corpo que vai e volta, para um lado e para outro, quase sai da cama e volta para o centro...horas e horas...até almofada tivemos que colocar para ele não se machumar, e se arrancasse a traqueo, e ser arranquasse a sonda (fez isso algumas vezes).

- 12/08 – começa a falar palavrão, palavras chulas, agredir (sem perceber) muito do que ele fazia nesta época era sem saber, hoje vemos que ele não percebia....mas ficávamos achando que ele já estava demonstrando seus quereres. Será que ele não quer fazer algo...na dúvida as vezes aceitavamos e faziamos como "ele queria".

- 17/08 – recebi os parabéns pelo telefone do Tomás....fruto de treino e mais treino, isso exige uma super concentração , um desgaste um esforço...como ele sente hoje quando tenta escrever, quando fica irritado que os movimentos não são feitos da maneira como ele quer...pelo menos hoje ele já sabe, percebe e quer mais...é difícil mas está indo.

- 26/08 – primeira atividade no centro de reabilitação...uma rotina que se incorporou na rotina do Tomás até os dias de hoje, ele vai ao hospital todos os dias, haja paciência, haja saco (falando bem claramente), pois você fazer todos os dias uma coisa gostosa tudo bem, mas ficar colocando a prova todas as suas dificuldades é um porre...o pior é que quando você supera um ponto e fica feliz, já criam outra dificuldade outro obstáculo...tudo bem é uma reabilitação...mas cansa.

- 28/08 – o Tomás mostra que sabe ler...que louco, dentro da cabeça está tudo (acredito) guardado e só precisa ser utilizado, ser reativado, ele sabe fazer derivada, integral (coisas de engenheiro) mas não consegue guardar algumas informações...não dá para entender...é algo que deve (como tudo) ter sua lógica e quem estuda entende...mas bem que eu trocaria algumas capacidades por outras...rss.

- 17/09 – eu escrevo que parece que já passou um ano...ridículo...faltava tanto para um ano, tanta coisa iria ainda acontecer, tanta evolução....tanta imaginação de quem estava de fora (imaginando tanto o pior como o melhor...cada um com sua vontade de ver).

- 16/10 - volta para casa, foram cinco meses sem andar de carro, ele passou mal, nas primeiras vezes enjoava, tinha que ir de vidro aberto. Na casa não tinham muitas mudanças, afinal ele tinha que voltar para a casa dele e não para uma adaptação para a vida. Mudanças feitas: corrimão na escada e banheiro mais espaçoso (um antigo desejo do Tomás desde mudou para esta casa)...hoje em dia, na casa do Tomás quando alguém quer alguma novidade na casa logo pensa...se o Tomás pedir pode rolar...ele virou o mimo do Henrique, tem quarto com piso frio (para não espirrar) tem ar-condicionado (para não sentir calor) tem video game (para treinar movimentos)...enfim, o que é bom para o Tomás tem ou terá um dia.

- 23/10 - Henrique e Maria Claudia viajam e a Mari assume a casa...o Tomás e as rotinas, a menina está preparada até para casar, super cuidadosa, super atenciosoa...até administrar conflito de informações ela teve que aprender...como foi duro explicar para um pai aflito de longe querendo controlar tudo, que algumas coisas não tinham saido como ele desejava...mas tudo foi ótimo e como premio...ela ganhou uma viagem para visitar a Pituca..coitada, abandonada na Alemanha, estudando seu Direito Germânico...e olha que ela fez bonito, foi uma das melhores alunas que já passaram pela história da faculdade...lógico que ela vai negar, mas podem pesquisar.

- 9/11 - o Tomás agora já toma iniciativa...algo tão instintivo (que achavamos ser instintivo) mas de fato algo muito complexo para uma cabeça onde as ligações estão se refazendo.

- 11/11 - Tomás com 21 anos, um belo almoço....mas ainda existia na sua via a fralda, já começa a lembrar que não lembra....já é lembrar, joga xadrez e inicia a hidroterapia....mais uma batalha no centro de reabilitação, mais desafios para o dia-a-dia.

-31/12 - o Reveilon é em casa no sitio, o Tomás ainda fica muito cansado, se movimenta com dificuldade, vai até um canto e fica sentado, dá muito trabalho ficar mudando de lugar...mas ele passou o ano novo conosco.

- abril 2011 - o Tomás me manda um email pedindo o email do Dr. Marcos, precisa tirar algumas duvidas, esclarecer alguns pontos...tudo bem, eu não tenho este email, mas peço ao Dr. Marcos e me fornece e eu passo ao Tomás...não sei o que rolou.

- 08/05 - aniversário da Mari e dia das Mães...todos de SP no sitio (exceto a Bia que fez muita falta). Convido o Tomás para andar de barco, ele topa e no meio da represa a Di sugere...que tal ele guiar um pouco...ele topo, então trocamos de lugar e ele fica navegando em boa velocidade durante uma 1/2 hora....o vento na cara, o controle do barco, a noção de direção...que cena gostosa. No final do dia...lição de escrita...percebo na reação dele uma irritação e frustação por não conseguir movimentos com a mão que tenho certeza a cabeça faz e pensa bem...

É isso ai...um ano se passou, hoje o Tomás está até no Facebook e para "comemorar" este primeiro ano de vida nova eu relembro momentos que foram sofridos para todos.

Para mim, dois momentos especiais:

em 29/05/10 eu recebo um declaração de amor da familia do Tomás...até hoje em qualquer momento que me lembro deste momento fico emocionado, realmente foi algo que me marcou muito.

em 18/05/11 recebo outro email, presente de UM ANO, mais uma vez, emoção total e novamente da mesma origem...quem sabe amanha eu publico...mas posso adiantar... foi só coisa boa... não só para mim.

Vamos vivendo o dia-a-dia que tudo vai se resolvendo....palavras tão simples, mas tão verdadeiras e seguras.

bjs

Marcos

ABAIXO ESTOU COLOCANDO UM TEXTO QUE A MONICA ME MANDOU PARA COLOCAR NO BLOG.

Pois é. Não teve como parar de pensar no dia que vivemos há um ano. Cada momento do dia pensava onde, como estávamos, o que sentíamos, o que falávamos e o que nossos olhos deixavam transparecer. Muitas emoções fortes. E hoje depois de um ano posso sentir também emoções fortes, o Tomás está entre todos nós, cercado de dedicação e muito, muito amor.
Desde ontem releio o Blog e fiz um pouco o que Marcos está fazendo tão bem, relembrando os momentos das grandes conquistas. Percebo que desde os primeiros depoimentos até nos dias de hoje tem uma coisa que nunca, nunca, em nenhum momento deixou de estar presente nesta enorme corrente que se formou em volta de nosso querido Tomás: um otimismo e a certeza que venceria. Isto é lindo! Isto é fruto de tudo que ele conquistou durante seus anos de vida. Parabéns Tomás! Você só agrega carinho, força e amizade ao seu lado!
Tomás, sua vida foi modificada, a mais modificada- sem dúvida- mas saiba que modificou todas as vidas das pessoas que te acompanharam. Nenhum de nós é igual. Nenhuma de nossas relações entre nós e com a vida é a mesma. Relações familiares e afetivas mais intensas, verdadeiras e carinhosas.
Teria muito a dizer relembrando de tudo, mas deixo esta tarefa para seu tio e incansável Marcos. Obrigada Marcos por nos possibilitar de termos estes passos de nossas vidas tão bem registrados. Sua doçura e generosidade certamente foram fundamentais no tom que este Blog teve durante este ano todo.
Henrique, a você também agradeço por nos possibilitar compartilhar momentos tão íntimos e familiares com esta enorme corrente que se formou em volta do Tomás.
Tum, vamos em frente. Continuarei do seu lado!
Um beijo enorme a cada um dos leitores e participantes desta corrente.

Um comentário:

  1. Acordei hoje...olhei minha agenda...e quando vi o dia exclamei: NOSSA!!! UM ANO!!! Logo pensei no blog e com o pensamento veio a certeza de uma postagem do Marcos, que sempre me remete a muitas reflexões sobre tempo...presente...e futuro.
    Vou deixar então para O Tomás e para todos que vivem esta história uma frase de Deleuze: "A história é um marcador temporal do poder. As pessoas sonham em começar ou recomeçar do zero e também temem onde vão chegar ou cair. Sempre buscamos a origem ou o desfecho de uma vida num vício cartográfico. Porém desdenhamos o meio e é aí, no meio, que se atinge a maior velocidade. É no meio onde os mais diferentes tempos se comunicam e se cruzam. É no meio onde está o movimento, o devir, o turbilhão."
    Há exatamente um ano atrás me deparei com a idéia do futuro como incerteza absoluta. Mas, ao mesmo tempo, a convivência com esta família incrível me trouxe a convicção de que afeto e dedicação são potentes desencadeadores de cura.
    Um abraço muito carinhoso a você Tomás e, ainda que reclame de como está hoje, garanto que muitos comemoram, com alegria, este seu novo tempo de vida!!!!
    Ana Pirró

    ResponderExcluir